segunda-feira, 27 de junho de 2011

CORRIDA DE S. JOÃO (PORTO)


CORRIDA DE S. JOÃO - PORTO 15 Km‏




Após dois dias de folia (noite e dia), mas como dizem as quadras, "a noite de bailarico já é treino p'rá corrida....) passagem pelo Luso a fazer uma perninha nas provas de velocidade, foi a vez de percorrer 15 Km desde a Praceta do Molhe junto à Foz do Douro, fazendo uma incursão pela Avenida da Boavista, Castelo do Queijo e restante precurso na marginal portuense com ida até à Ponte da Arrábida e regresso ao local de partida.
No ano do centenário da comemoração do padroeiro da cidade e da Unviersidade do Porto, a organização (excelente sob todos os aspectos) juntou cerca de 6450 pessoas entre a corrida principal, caminhada e escalões jovens. Ambiente espectacular com a moldura humana envolvente, com o mar e o rio mesmo ali ao lado. É nestas provas que dá gosto participar, sabendo que, nomeadamente a organização não se preocupa apenas com o "lucro", não regateando esforços para que nada falte aos atletas, desde a água, às bebidas isotónicas, massagens, várias tendas de apoio no âmbito da saúde, t'shirts, bonés, sacos, medalha pra todos, e também muita cerveja ... (afinal a corrida estava incluida na continuação dos festejos do S.João, e não pode haver mudanças bruscas de regime!!!...).
Tudo isto sob um calor intensíssimo!..., valeram os muitos abastecimentos ao longo do percurso.
O vencedor da prova foi o Queniano Peter Kimeli com 43' 57'' e o melhor português foi o Rui P Pedro Silva, em 5º lugar, com 45' 47''.
Concluiram a prova de 15Km 1807 atletas (221 Vet1, 276Vet2, 212 Vet3, 141Vet4, 127 Vet5, 40 Vet F40, 45VetF45) e 6 atletas em cadeira de rodas, cujo vencedor foi o Alberto Baptista da AMVE com o tempo de 36'50''.
... Cá o "veterano" ficou-se na classificação Geral Masculinos/Femininos em 231º, na Geral Individual Masculina em 220º, na Geral Masculinos Portugueses em 207º, no escalão Veteranos IV em 7º lugar com o tempo de 01H 04M 55S, ao ritmo de 4'20'', e plagiando ... " o S.João é p'ra correr, pois boas pernas basta ter...., para no Porto azul e com chama, côr bonita e natural, duma cidade com alma, a mais invicta de Portugal".
PS: 0,50 cêntimos de cada inscrição reverteram a favor do Projecto Pular a Cerca na Companhia do Rugby, totalizando um total de três mil trezentos e vinte e cinco euros.
Classificações e fotos em runporto.com

Por Arsénio Fernandes (atleta do Alvitejo)

Nenhum comentário: